Festa do Padroeiro São Sebastião

Publicado em: 10 abr 2017

Considerada a principal manifestação religiosa do município, acontece anualmente de 11 a 20 de janeiro. A festa é antecedida pelos novenários que começa em 11 de janeiro, e cada dia de novena é realizado com a participação de um segmento da sociedade e outro da Igreja: crianças, juventude, comunidades rurais, comerciantes, funcionários públicos, dentre outros.

Na oportunidade são convidados celebrantes das paróquias da Diocese de Estância e das cidades circunvizinhas da Bahia. No dia 20 de janeiro, acontece a solene comemoração: alvorada festiva, missa de comunhão geral, missa solene e procissão. É um período peculiar, pois confirma uma tradição devocional que perdura por mais de 40 anos.

São Sebastião

Foi cristão nos tempos do Imperador Diocleciano em Roma. Viveu em tempos de perseguição, dando-nos intenso exercício da caridade, visitando os encarcerados e confortando-os, encorajando e ajudando os que foram atingidos pela pobreza. Muito antes, pois, de dar o testemunho do martírio, Sebastião dava perante todos o testemunho da caridade. Este mártir não foi somente uma vítima da perseguição de Roma. E nem mesmo simplesmente mártir como milhares de outros cristãos. O suplício que sofreu se caracterizou por dupla violência brutal contra sua pessoa. Primeiramente, São Sebastião foi entregue aos algozes para ser morto a flechadas. Amarrado a um tronco de árvore, dispararam contra seu corpo numerosas flechas. Deixaram-no esvaindo-se sem sangue, crentes que já estivesse morto. Uma senhora piedosa, que o encontrou na floresta, levou-o para casa e ele se salvou. Segunda vez, porém, foi aprisionado quando apareceu diante do Imperador, em uma festa pública. E então o mataram a cacetadas, barbaramente, diante da multidão.

Compartilhe isso: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn