EM COMEMORAÇÃO AO DIA DO PRODUTOR RURAL PREFEITURA MUNICIPAL ENTREGA DUAS OBRAS NO INTERIOR.

Você está aqui

Primeiro entreposto de ovos do Estado e Reforma do Centro de Artesanato de Amargosa são inaugurados.

 

A prefeitura Municipal de Poço Verde em parceira com o Governo do Estado, através da Secretária de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) deu um passo importante para incentivar a avicultura colonial e atender a demanda da população que precisava se adequar às normas sanitárias para vender seus produtos.

Em comemoração ao dia do produtor rural foi inaugurada na tarde desta terça-festa (25) a 1º Unidade de beneficiamento de ovos e derivados, também chamado de entreposto, do Estado.

A estrutura, instalada no Assentamento Santa Maria das Lajes, possui 56m² e conta com todos os equipamentos necessários para o processo de classificação, embalagem e rotulagem de ovos. O investimento foi de cerca de R$ 146 mil que foram obtidos por meio do Projeto Dom Távora.

Cerca de 56 famílias poderão utilizar o entreposto. Atualmente, 26 dessas famílias já são beneficiarias do programa. É o caso de Cleide Selma, moradora e produtora de ovos do Assentamento. Ela está há dois anos no projeto e sua produção atual é de cerca de seis dúzias por semana. Com a chegada do entreposto e o inicio de uma nova etapa de produção com 200 pintos, em seis meses ela espera poder contar com uma produção de dez dúzias de ovos por dia.

A renda de Cleide vem quase que unicamente da venda de ovos e ela encontra no entreposto a esperança de aumentar seus lucros. “Eu quero conseguir aumentar minha venda, porque eu vendo de porta em porta, mas aqui com o entreposto eu vou ter onde entregar”, disse.

O sentimento de esperança também é compartilhado pela Presidente da Associação, Gilene Leal. Ela fala animada sobre receber um investimento desse nível no Assentamento, justamente no dia do Produtor rural que tantas vezes não é reconhecido, e das expectativas para o futuro do projeto. “A minha esperança é que esse projeto cresça e abranja o maior número possível e que nossos produtores evoluam cada dia mais com nosso produto”, concluiu.

Mas a região da Comunidade Santa Maria das Lajes não foi a única com direito a comemoração. Após a entrega do entreposto, a comitiva seguiu para o povoado Amargosa, para a Entrega da reforma do Centro de Artesanato.

Foi construído uma cozinha, um espaço para eventos, o muro e o calçamento. Além da aquisição da matéria prima e teares. A obra teve contribuição direta do Município, onde foi destinado 20 mil reais a Associação, pela Lei Aldir Blanc. O investimento total foi de 120 mil reais. Atualmente 25 pessoas fazem parte do projeto.  

Um lugar de encontro

O Centro de Tecelagem e Cultura é mais do que um espaço para obtenção de renda extra. É um lugar de encontro pessoal, de meditação e de outros caminhos para se descobrir vivendo no campo.

É um trabalho conhecido pela tradição de ser passado em família, mas ele também nasce da sugestão. José Santos, carinhosamente conhecido como Dedé é um dos dois únicos homens que compõe a equipe de tecelagem do distrito de Amargosa. Dedé sempre foi um trabalhador do campo, chegou até a ir trabalhar na Capital Sergipana, mas precisou voltar após um machucado na coluna. Foi assim que ele iniciou sua história na tecelagem, no ano de 2013.

Ele conta que foi através da sugestão de sua mulher ao voltar pra casa que se propôs a conhecer o trabalho de tecer e acabou se identificando. Apesar de no momento o lucro ser baixo ele garante que o trabalho é uma coisa que ele ama fazer e lhe traz grande alegria.

Ele também conta, com ar de encanto sobre as emoções no processo de produção. “Aqui você não pode trazer estresse, mal humor, que você faz uma peça com defeito. Tem que ter todos esses cuidados. Aqui foi que eu me encontrei. Hoje é o que eu faço e faço com muito amor”, declarou.

História do Centro

A tecelagem em tear de pedais teve início em Poço Verde há 50 anos atrás. O distrito de Amargosa, atualmente, concentra a maior parte dos artesãos do município. Desde de 2001 com a formação da Associação de Cultura Artesanal de Poço Verde a tecelagem do distrito está funcionando.

O principal produto é a rede de dormir, mas também fazem outros produtos de decoração, como almofadas, jogos americanos, toalhas de praia, tapetes e mantas. As peças são produzidas em grandes teares de madeira.

 

As tecelãs e tecelãos do município se orgulham da qualidade de seus produtos, percebida na trama sem nós de emeda, na regularidade dos padrões possibilitando que as redes suportem grande peso.

 

Autoridades presentes


Durantes os eventos o prefeito Iggor Oliveira agradeceu ao Governo do Estado, ao Coordenador Regional da Emdagro, Luiz Alberto, ao secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, que estavam presentes nas inaugurações e aproveitou para reforçar o compromisso do trabalho para o desenvolvimento e preservação da cultura local.

Também estavam presentes nos eventos o vice prefeito, Euberlan Souza, o técnico da Emdagro, Ademir, os vereadores Rivan Francisco, Plínio de Santana, Gilmário Família, Jaci Silvino, Amaury e Imperatriz Rosário.  Os secretários municipais Claudia Abreu, Saulo Abreu, Eliel Santana, Andrea Góis, Adriana, Edilania e Nelma Sued, além de líderes comunitários e pessoas das comunidades.


Exportar: CSV | JSON
Data da última atualização no site: 02/08/2021 08:47

PREFEITURA MUNICIPAL DE POÇO VERDE
TRAVESSA DA LIBERDADE,15 - CENTRO - Poço Verde/SE - (99)9999-9999 -